Skip to content

esboço de um delírio roto

outubro 9, 2013

Corpo jogado, transitando entre a descartabilidade e o recicle.

Teoria que hesita entre redes de privilégio, devires minoritários, opressões – catracas pelas quais transito, catracas que me impedem de transitar, catracas  entre as quais edificam-se linhas de desejo que chamo de “minhas”.

Nesta voz que é sempre uma mescla da multidão de outrxs. Multidão de corpos – marcados como femininos, sapatões, vampiros, viadinhos, bruxas, travas, vagabundos, fadas, contagiando a figura do rosto “respeitável” que se delineia todos os dias frente a espelhos.

A normalidade é insuportável, torpor anestésico que delineia os contornos do “humano” que herda o mundo como propriedade, endividando e cobrando compulsoriamente. Normas que se descartam, normas que se reciclam.

Normas que ejaculamos – gozar fora? Gozar dentro? Cumshot. Líquidos corporais confinados à sua potência reprodutiva, ao seu valor no mercado pornográfico, ao seu risco de contágio. O corpo ali na esquina, da vagabunda de cú rompido, cheia de verrugas, você vê?

Pera, é um homem disfarçado de mulher. O híbrido não é tão chique, nem tão glamouroso, quando escapa aos privilégios de classe, às redes de consumo. Nem tão chique nem tão romântica quanto aqueles queers estadunidenses, estes que desconstróem gêneros, com suas tatuagens e tintas no cabelo.

Há corpos que não se justificam pela referência bibliográfica, para quem a destruição do binarismo não possui nada de heroico, corpos que a teoria não salva nem liberta. Ctrl + S . Ctrl + C. Colagens estragadas, toscas, arruinadas.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: