Skip to content

polícias e fantasmas

agosto 4, 2013

não existe “O inimigo”.
Não existe “O grande vilão” que, uma vez morto/derrotado, fará uma grande primavera florescer na nossa sociedade sem mais problemas.

Existem pessoas que encarnam práticas e posições de privilégio extremamente perversas, que demandam posições de confronto direto para que determinados ciclos de violência sejam interrompidos.
Mas, uma vez mortos ou derrubados, existe uma enorme habilidade de seus fantasmas se reincorporarem no cotidiano de outras pessoas – muitas vezes em práticas micro-fascistas das mesmas pessoas que se propunham a enfrentá-los.

Não existe “A reposta”, nem “A fórmula” da grande revolução.
Existem experimentações, esboços de reinvenção.
Mas que não colocam ninguém, absolutamente ninguém, em qualquer tipo de “posição especial” a partir da qual pode ser juiz ou policial sobre como as pessoas agem, sentem, desejam.

Existem éticas, mapas precários que traçam a referência do que escolhemos, das conseqüências daquilo que escolhemos, de como nos responsabilizarmos por isso.
Mas estes mapas DEIXAM de ser éticos quando se tornam códigos de conduta moral que não escutam mais como as pessoas vivem. Quando se transformam em cartilhas para designar “como somos fodas e revolucionáries”, nos deixando totalmente vendades para a multiplicidade que atravessam todas as pessoas.

TODAS as pessoas (e não só as pessoas: tudo o que é VIVENTE) são múltiplas, diversas, um campo complexo de disputas se entre-chocando dentro de si cotidianamente. E toda vez que fechamos veredictos “você é isso que eu digo, e nada além”, nos colocando na posição de quem supõe esgotar a multiplicidade de le outre, damos poder aos fantasmas dos mesmos policiais fascistas que lutamos para destruir.

E estes fantasmas sempre acabam voltando em algum momento, pra nos sabotar.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: