Skip to content

novembro 18, 2012

Desistindo.

Não da vida, mas da certeza de estar vivo, de mostrar sólido um corpo que não passa de demolição. Das palavras que caem sem saliva, sem a umidade sorvida dos lábios beijados, sem a textura dos dentes que mordiscam o pavor.

Posso desaparecer amanhã, ou a qualquer momento, no instante em que qualquer um me toma por criminoso. Não por roubar, violar ou atentar contra alguém (até em meus crimes, careço de sangue), mas por algo tão insípido e ridículo que sequer arranha o coração das sentinelas.

Qual crime? O de abandonar meu rosto ao vazio.

Isto que riem todos – posto que é estúpido, no mundo onde só os que possuem rosto têm poder – mas que no instante seguinte lhes força ao calafrio: ao me ver, não sabem o que olham. E tampouco entendem quem lhes observa de volta. Sendo o olhar artifício máximo através do qual operam os juízes, não sabem o que julgam nem quem está lhes julgando. E quando cambaleia o juízo, vacila o fio que dá sentido a suas existências.

Estive certa vez em um rosto, com juízos tão fundos em meu olhar, ao ponto das sentinelas curvarem-se em reverência. No mesmo olhar onde dormiam as culpas mais perversas, sombrias, que me fariam sofrer as piores punições. Duas faces em um mesmo lugar – harmonicamente compostas em uma contradição que não era mais do que aparente. Algoz e condenado coroavam minha cabeça, tecendo os piores ódios e as mais suaves ternuras.

Mas foi então o puro desleixo. Réu e algoz… nenhum dos dois escolheu, tampouco tem culpa do caminho que os levou até o mar. E ali a espuma invadiu suas narinas, fundiu suas órbitas oculares entre os pulmões… e desde então, os rostos se perderam, sem entender se diluídos no mar, ou mesclados no próprio corpo de onde vieram.

Foi daquele mergulho que apareci, criminoso, pensamentos ecoando um passado já sem peso de qualquer lembrança. Passados feito areia, mesclados ao vento – poeira que persiste, sem vida nem morte. Desistência. Demolição.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: